Jornada Mundial da Juventude

  • jornada mundial da juventude
    giornata mondiale della gioventù
    a cruz e o Ícone mariano, símbolos oficiais das jornadas mundiais da juventude
    primeira edição 1986
    edição atual 2019
    período 2 e 3 anos, entre julho e agosto
    gênero católico
    ingresso pago, contribuições econômicas
    idealizado por são joão paulo ii
    patrocínio santa sé
    página oficial http://www.vatican.va/gmg/

    a jornada mundial da juventude (também conhecido como jmj ou originalmente em italiano giornata mondiale della gioventù ou gmg) é um evento religioso instituído pelo papa joão paulo ii em 20 de dezembro de 1985,[1] que reúne milhões de católicos de todo o mundo, sobretudo jovens. com duração de cerca de uma semana, promove eventos da igreja católica para os jovens e com os jovens.

    reúne milhares de jovens para celebrar e aprender sobre a fé católica, para conhecer melhor a doutrina católica e para construir pontes de amizade e esperança entre continentes, povos e culturas, além de compartilhar entre si a vivência da espiritualidade.
    inspirado por grandes encontros de jovens do mundo em eventos especiais ocorridos no domingo de ramos em roma, dos anos de 1984 e 1985, o papa joão paulo ii estabeleceu a jornada mundial da juventude como um evento anual (que passou depois a ser com intervalos de dois ou três anos) com o objetivo de alcançar novas gerações de católicos, propagando assim os ensinamentos da igreja.

    o evento é realizado numa cidade escolhida pelo papa. nos anos intermediários, as jornadas são vividas localmente, no domingo de ramos, pelas dioceses ao redor do mundo. para cada jornada, o papa sugere um tema, retirado de um versículo bíblico. assim, cada jornada possui um hino baseado no tema, patronos, intercessores e um logotipo. durante a jmj, acontecem eventos como catequeses, adorações, missas, momentos de oração, palestras, partilhas e shows, tudo em diversas línguas.[2]

    na edição de 1995, em manila, filipinas o evento reuniu cerca de 4 milhões de pessoas, uma das maiores concentrações de católicos da história. a jmj de 2013, realizada no rio de janeiro, brasil, reuniu cerca de 3,7 milhões de jovens, sendo a segunda maior concentração de jovens da história deste evento.

    apesar de ser organizada pela igreja católica, a jmj é aberta a todos os jovens do mundo.

    …a esperança de um mundo melhor está numa juventude sadia, com valores, responsável e, acima de tudo, voltada para deus e para o próximo.
     
    joão paulo ii.
  • história
  • aspectos culturais e tradições das jornadas
  • a cruz e o Ícone das jornadas
  • pré-jornadas
  • todas as jornadas mundiais da juventude
  • jornadas diocesanas da juventude
  • ver também
  • ligações externas

Jornada Mundial da Juventude
Giornata mondiale della gioventù
A Cruz e o Ícone Mariano, símbolos oficiais das Jornadas Mundiais da Juventude
Primeira edição 1986
Edição atual 2019
Período 2 e 3 anos, entre julho e agosto
Gênero Católico
Ingresso pago, contribuições econômicas
Idealizado por São João Paulo II
Patrocínio Santa Sé
Página oficial http://www.vatican.va/gmg/

A Jornada Mundial da Juventude (também conhecido como JMJ ou originalmente em italiano Giornata mondiale della gioventù ou GMG) é um evento religioso instituído pelo Papa João Paulo II em 20 de dezembro de 1985,[1] que reúne milhões de católicos de todo o mundo, sobretudo jovens. Com duração de cerca de uma semana, promove eventos da Igreja Católica para os jovens e com os jovens.

Reúne milhares de jovens para celebrar e aprender sobre a fé católica, para conhecer melhor a doutrina católica e para construir pontes de amizade e esperança entre continentes, povos e culturas, além de compartilhar entre si a vivência da espiritualidade.
Inspirado por grandes encontros de jovens do mundo em eventos especiais ocorridos no Domingo de Ramos em Roma, dos anos de 1984 e 1985, o Papa João Paulo II estabeleceu a Jornada Mundial da Juventude como um evento anual (que passou depois a ser com intervalos de dois ou três anos) com o objetivo de alcançar novas gerações de católicos, propagando assim os ensinamentos da Igreja.

O evento é realizado numa cidade escolhida pelo Papa. Nos anos intermediários, as Jornadas são vividas localmente, no Domingo de Ramos, pelas dioceses ao redor do mundo. Para cada Jornada, o Papa sugere um tema, retirado de um versículo bíblico. Assim, cada Jornada possui um hino baseado no tema, patronos, intercessores e um logotipo. Durante a JMJ, acontecem eventos como catequeses, adorações, missas, momentos de oração, palestras, partilhas e shows, tudo em diversas línguas.[2]

Na edição de 1995, em Manila, Filipinas o evento reuniu cerca de 4 milhões de pessoas, uma das maiores concentrações de católicos da história. A JMJ de 2013, realizada no Rio de Janeiro, Brasil, reuniu cerca de 3,7 milhões de jovens, sendo a segunda maior concentração de jovens da história deste evento.

Apesar de ser organizada pela Igreja Católica, a JMJ é aberta a todos os jovens do mundo.

…a esperança de um mundo melhor está numa juventude sadia, com valores, responsável e, acima de tudo, voltada para Deus e para o próximo.
 

En otros idiomas
беларуская (тарашкевіца)‎: Сусьветны дзень моладзі
Deutsch: Weltjugendtag
Bahasa Indonesia: Hari Orang Muda Sedunia
Simple English: World Youth Day
slovenščina: Svetovni dan mladih