Hokuto no Ken

Hokuto no Ken
北斗の拳
GêneroArtes marciais, Ficção científica, Pós-apocalíptico
Mangá
Escrito porBuronson
Ilustrado porTetsuo Hara
Editora(s)Japão Shueisha
Editora(s)
lusófona(s)
Editora JBC
Revista(s)Weekly Shōnen Jump
Público-alvoShōnen
Data de publicação1983 – 1988
Volumes27
Anime
DireçãoToyoo Ashida
EstúdioToei Animation
Emissoras de televisãoJapão Fuji TV, Animax
Exibição original4 de outubro de 1984 – 5 de março de 1987
Episódios109
Anime
Fist of the North Star 2
DireçãoToyoo Ashida
EstúdioToei Animation
Emissoras de televisãoJapão Fuji TV
Exibição original13 de março de 1987 – 18 de fevereiro de 1988
Episódios43
Wikipe-tan face.svg Portal Animangá

Hokuto no Ken (北斗の拳, Punho da Estrela Polar?), conhecido internacionalmente como Fist of the North Star, é uma série de mangás japonesa escrita por Buronson e ilustrada por Tetsuo Hara. Publicado na revista Weekly Shonen Jump de 1983 a 1988, os 245 capítulos foram inicialmente encadernados em 27 volumes tankōbon pela Shueisha. Situado em um mundo pós-apocalíptico que foi destruído por uma guerra nuclear, a história se concentra em um guerreiro chamado Kenshiro, o sucessor de um estilo de arte marcial mortal conhecido como Hokuto Shinken, o que lhe dá a capacidade de matar a maioria dos adversários através o uso dos pontos vitais secretos do corpo humano, muitas vezes resultando em uma morte excepcionalmente violenta e sangrenta.[1] Kenshiro dedica sua vida a lutar contra quem ameaçam a vida dos fracos e inocentes, bem como artistas marciais rivais, incluindo seus próprios "irmãos" do mesmo clã.

Hokuto no Ken foi adaptado em duas séries de televisão de anime produzidas pela Toei Animation, que foram ao ar na Fuji TV e suas afiliadas de 1984 a 1988, compreendendo um total combinado de 152 episódios. Vários filmes, OVAs e videogames também foram produzidos, incluindo uma série de spin-offs centrados em outros personagens da história original.

Mangá

Hokuto no Ken estreou no Japão nas edição 41 da revista Weekly Shōnen Jump publicada em 13 de setembro de 1983[2] e foi publicado semanalmente até a edição 35 de 1988, com duração de 245 capítulos. Os volumes encadernados originais ou tankōbons de Hokuto no Ken foram publicados sob o selo Jump Comics da Shueisha e teve 27 volumes.[3] Durante a década de 1990, Shueisha reproduziu Hokuto no Ken em 15 edições aizōban de capa dura,[4] bem como 15 edições do formato econômico bunko.[5] Uma edição kanzenban de 14 volumes foi publicada por Shogakukan em 2006 sob o selo Big Comics Selection, apresentando as artes coloridas originais publicadas na Weekly Shōnen Jump.[6] Também foi lançado em 27 edições digitais em e-book.[7] Para comemorar o 30º aniversário da série, Tokuma Shoten republicou o Hokuto no Ken em uma Extreme Edition, composta por 18 volumes, publicando duas edições por mês, de 20 de setembro de 2013 a 20 de julho de 2014 (com intervalo de três meses entre janeiro e abril de 2014). Essas Extreme Edition,apresentam novas capas por Tetsuo Hara e reimprime todas as artes originais da série. O col. 11 apresenta um capítulo adicional de Buronson e Hara, originalmente publicado em duas partes nas edições de maio e junho de 2014 da Monthly Comic Zenon, intitulada Hokuto no Ken: Last Piece.[8][9] O enredo cobre a lacuna entre a derrota de Raoh e reencontro posterior de Kenshiro com o Bat crescido e Rin, centrado em torno de ex-corcel de Raoh Kokuoh e como ele perdeu seu olho esquerdo durante o intervalo de tempo. Ele também apresenta um novo personagem chamado Shōza, filho de Jūza.

Prequel

Em 2001, Tetsuo Hara começou a trabalhar em um prequel de Hokuto no Ken, intitulado Sōten no Ken, que foi publicado na Weekly Comic Bunch até 2010. Ambientado durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa em 1935, a história mostra o antecessor de Hokuto Shinken e o homônimo de Kenshiro, Kenshiro Kasumi.

Spin-offs

Uma série de spin-offs de Hokuto no Ken foram publicados nas revistas Weekly Comic Bunch and Big Comics Superior. Estes títulos foi apelidade Hokuto Gaiden, pois cada título se concentra em um personagem particular de apoio do mangá original. Os seguintes títulos foram publicados até agora:

  • Ten no Haō por Youkow Osada. Uma série que foi publicadfa na Weekly Comics Bunch com Reina e Souga da série de filmes The Legends of The True Life. Todos os 42 capítulos (bem como um epílogo de duas partes publicado em algum momento após a conclusão da série) foram encaderados em cinco volumes tankōbon.[10] Foi adaptado para uma série de anime de 13 episódios que foi exibida na Tokyo MX em 2008.
  • Jibo no Hoshi de Ayumi Kasai. Publicado na Big Comics Superior em três partes de 10 de março a 14 de abril de 2006 e seis capítulos subsequentes de 9 de março a 8 de junho de 2007. Um único volume tankōbon foi lançado.
  • Sōkoku no Garō de Yasuyuki Nekoi. Originalmente começou como duas histórias one-shot separadas que foram publicadas nas edições de 22 de março e 8 de dezembro de 2006 da Weekly Comic Bunch.
  • Shirogane no Seija, uma série de Yuka Nagate que começou a ser publicada na edição de 24 de agosto de 2007 da Weekly Comic Bunch.[11]
  • Gokuaku no Hana por Shin-ichi Hiromoto, que começou a ser publicada na edição de 26 de dezembro de 2008 da Weekly Comic Bunch.
  • Hōkō no Kumo por Kakurai Missile, que começou a ser publicada na edição de 12 de fevereiro de 2010 da Weekly Comic Bunch.
  • DD Hokuto no Ken por Kajio, que começou a ser publicada na edição de dezembro de 2010 da Monthly Comic Zenon.
  • Kin'yoku no Garuda de Yoshiji Yamaguchi, que foi publicada na Monthly Comic Zenon de abril de 2013 a agosto de 2013.[12] * Hokuto no Ken: Ichigo Aji escrito por Yūshi Kawata e ilustrado por Imōto Yukito, que começou a ser publicada em 2013 no site Web Comic Zenyon. [13]
En otros idiomas