Djokhar Dudaiev

Džokhar Musaevič Dudaev
Em checheno: Дудин Муса кант Жовхар
Em russo: Джохар Мусаевич Дудаев
1º Presidente da República Chechena da Ichkeria
Período9 de novembro de 1991
até 21 de abril de 1996
Antecessor(a)Nenhum
Sucessor(a)Zelimkhan Yandarbiyev
Dados pessoais
Nascimento15 de fevereiro de 1944
Yalkhori, União das Repúblicas Socialistas Soviéticas República Autónoma Socialista Soviética da Checheno-Inguchétia
Morte12 de abril de 1996 (52 anos)
Gekhi-Chu, Chechênia
NacionalidadeRepública Chechena da Ichkeria
Alma mater União Soviética
CônjugeAlla Fedorovna Dudayev
ReligiãoSunismo
ProfissãoPiloto, engenheiro
AssinaturaAssinatura de Djokhar Dudaiev
Serviço militar
Anos de serviço1962-1991
Graduação1) Instituto Pedagógico (Ossétia do Norte)
2) Escola Superior de Piloto Militar (Tambov)
Batalhas/guerrasInvasão soviética do Afeganistão
Primeira Guerra da Chechênia
CondecoraçõesMajor-General (1989)
Marechal (1996)

Džokhar Musaevič Dudaev (em checheno: Дудин Муса кант Жовхар; em russo: Джохар Мусаевич Дудаев) (Yalkhori, 15 de fevereiro de 1944 – Gekhi-Chu, 21 de abril de 1996) foi um militar e político russo de etnia chechena. Foi anteriormente um general da aviação soviética e, em seguida, líder político, primeiro presidente da República da Chechênia, um Estado do Cáucaso setentrional.

Juventude e carreira militar

Nasceu em fevereiro de 1944 durante a deportação forçada da sua família junto a todas as outras do povo checheno, inguches, bálkaro, calmuco, tártaro e de outras nações menores, segundo as ordens de Stalin. Do seu vilarejo natal de Yalkhoroi, na República Autônoma Socialista Soviética (RASS) da Chechênia-Inguchétia, transcorreu os seus primeiros 13 anos de vida no exílio, na República Socialista Soviética do Casaquistão.

Depois do repatriamento dos chechenos e inguches, em 1957, estudou e se diplomou eletricista.[1] Em 1962, após dois anos estudando eletrônica em Vladikavkaz, entrou na Escola Superior de Aviação Militar para Pilotos, de Tambov, na qual se laureou em 1966. Se presume que tenha oficialmente camuflado a sua origem étnica, declarando-se osseta para evitar possíveis discriminações enquanto checheno. Dudayev entrou no Partido Comunista da União Soviética, em 1968, e de 1971 a 1974, estudou na prestigiosa Academia Aeronáutica Gagarin. Se esposou com Alla, uma poetisa russa com qual teve três filhos.

Dudayev serviu em uma unidade de bombardeiros da Aeronáutica Soviética na Sibéria e Ucrânia, e tomou parte da invasão soviética do Afeganistão. Mudou rapidamente de papel, assumindo, em 1987, o comando da base aérea da Aeronáutica Militar Soviética, em Tartu, na Estônia, com grau de General Maior. Dudayev aprendeu o estoniano e demonstrou grande tolerância pelo nacionalismo da Estônia ignorando as ordens de atacar a televisão estatal e o parlamento, enviando, ao invés, uma cozinha militar ao campo. Em 1990, a sua divisão aérea foi retirada da Estônia e Dudayev se demitiu do exército soviético, embora não tenha deixado formalmente nunca o Partido Comunista.

En otros idiomas
العربية: جوهر دوداييف
azərbaycanca: Cövhər Dudayev
беларуская (тарашкевіца)‎: Джахар Дудаеў
български: Джохар Дудаев
čeština: Džochar Dudajev
Esperanto: Ĝoĥar Dudajev
hrvatski: Džohar Dudajev
հայերեն: Ջոխար Դուդաև
Bahasa Indonesia: Dzhokhar Dudayev
italiano: Džokhar Dudaev
македонски: Џохар Дудаев
Nederlands: Dzjochar Doedajev
română: Djohar Dudaev
srpskohrvatski / српскохрватски: Džohar Dudajev
slovenščina: Džohar Dudajev
српски / srpski: Џохар Дудајев
Türkçe: Cevher Dudayev
татарча/tatarça: Джохар Дудаев
українська: Джохар Дудаєв